Os gatos siameses existem desde 1350, data em que aparecem mencionados num manuscrito do Sião (actual Tailândia).

No Sião, os gatos siameses estavam reservados à família real e como tal, estavam cuidadosamente guardados no palácio. No entanto, na primeira grande exposição felina na Grã-Bretanha, em 1871, foram apresentados dois exemplares desta raça.

Esta raça é das mais conhecidas de todas. O siamês tem um corpo longilíneo e esbelto, de porte médio. A elegância do corpo e a graça dos movimentos conquistaram ao siamês o título de “Príncipe Dos Gatos” (por Fernand Méry), mas é o miado forte e a personalidade incomum que realmente o distinguem.

Em relação ao dono, ele comporta-se mais como um cão do que como um gato – pode passear atado numa coleira e chega a exibir o comportamento típico de “ir buscar”. É um gato fiel, ciumento e altamente inteligente e que, como a maioria dos gatos, gosta de ser acariciado, especialmente na zona do pescoço.

Deixe uma resposta

Por favor insira o seu comentário
Por favor insira o seu nome