A cidade italiana de Milão vai ter um festival dedicado aos gatos

O evento começa dia 17 de fevereiro e vai estender-se até 31 de março

0
298
Foto: Crazy Cat Cafè Milano

Chama-se “La Città dei Gatti”, ou A Cidade dos Gatos e é um festival dedicado exclusivamente aos felinos que terá a histórica e bela cidade italiana de Milão como palco.

O evento terá início em 17 de fevereiro, data em que se comemora o “Dia Nacional do Gato”, e vai prolongar-se até 31 de março.

O festival vai espalhar-se por diversos locais de Milão. O “Wow Spazio Fumetto”, por exemplo, apresentará uma mostra sobre gatos brancos e negros do mundo animado, enquanto o “Crazy Cat Cafè” exibirá um filme que poderá ser visto pelas pessoas e seus animais de estimação.

Já a livraria “Il Libbracio”, uma das maiores de Milão, homenageará os gatos em encontros com autores de livros cujos personagens são os felinos. Por sua vez, o Círculo de Artes e Literatura realizará debates sobre os gatos, com direito à presença de veterinários, especialistas em arte e amantes dos animais.

“O Dia Nacional do Gato” foi criado por uma associação italiana de defesa dos animais, que considera a data “internacional”. No entanto, o International Found For Animal Welfare (Fundo Internacional para o Bem-Estar Animal) também instituiu o 8 de Agosto como “Dia Mundial do Gato”.

Há diversas hipóteses para explicar a escolha desta data na Itália, um país que viu crescer nos últimos tempos o número de cat cafés. Há quem diga que fevereiro é o mês do “Aquário” que, de acordo com a astrologia, é um signo de “espírito livre”, como os gatos.

A Itália é definitivamente um pais pet friendly

As estatísticas demonstram que a Itália é um país tão pet-friendly que, em muitas cidades, o número de animais domésticos supera o de crianças entre os 0 e os cinco anos de idade. Os últimos dados divulgados em 2016 pelo relatório do instituto de pesquisa Eurispes confirma que quase 50% das famílias italianas partilhava o lar com um animal.

Em Roma, por exemplo, o predomínio da presença de animais sobre o número de crianças é muito evidente. Na capital italiana, de acordo com os números do instituto Istat, os menores de cinco anos não chegam a 155 mil crianças. Já os gatos domésticos são quase 180 mil e os cães 155 mil.

Pelo que tudo indica, com o baixo crescimento demográfico da população italiana, a tendência é que os animais serão, definitivamente, os protagonistas dos sofás das casas dos italianos.

Deixe uma resposta

Por favor insira o seu comentário
Por favor insira o seu nome