3 de março: Dia Mundial da Vida Selvagem dedicada pela ONU aos felinos ameaçados

Os grandes felinos estão entre os animais mais reconhecidos e admirados em todo o mundo, no entanto estão constantemente expostos a diversas ameaças.

0
748

Com o foco centrado nos “Grandes Felinos”, a ONU-Organização das Nações Unidas assinala hoje, dia 3 de março, mais um Dia Mundial da Vida Selvagem.

Conforme destaca o site do Dia Mundial da Vida Selvagem, criado em parceria com várias agências da ONU, as populações de tigres diminuíram 95% nos últimos 100 anos, enquanto o número de leões africanos teve redução de 40% em apenas 20 anos.

O secretário-geral da ONU, destaca que os grandes felinos são “predadores magníficos”, como as “onças, jaguares, leopardos, leões, pumas, leopardos da neve e tigres”, adiantando que “essas criaturas carismáticas são reverenciadas por sua graça e poder, mas cada vez mais enfrentam os perigos da extinção”. António Guterres dá um exemplo: “há mais de um século, existiam 100 mil tigres na Ásia e atualmente, apenas 4 mil”.

Biodiversidade

A vice-secretária-geral da ONU lembrou que o objetivo de Desenvolvimento Sustentável 15 está focado na importância de se desenvolver iniciativas para reverter as enormes perdas de biodiversidade que acontecem em todas as regiões. Amina Mohammed participou nesta sexta-feira num evento sobre o Dia Mundial da Vida Selvagem no Conselho Económico e Social da ONU, Ecosoc.

Além de levar a mensagem do secretário-geral, Mohammed lembrou que os grandes felinos protegem os seus habitats, ecossistemas e são cruciais para o bem-estar das pessoas e do planeta.

Assista ao vídeo oficial em inglês do Dia Mundial da Vida Selvagem 2018.

Deixe uma resposta

Por favor insira o seu comentário
Por favor insira o seu nome