Sabonetes ajudam animais abandonados

0
2588

A história de um “Sabonete Artesanal” que ajuda gatos abandonados é simples de contar. Um dia, Ana Sampaio, licenciada em Farmácia e dona de uma parafarmácia, em Braga, decidiu ajudar o projeto Gato Francisco, resolução essa a que não foi alheio o facto de ela própria ser adotante de animais, e também por acreditar que «importa dizer não à indiferença».

Da decisão à obra não demorou muito tempo. Foi apenas o tempo de comprar uma forma com feição de gato e fazer aquilo que profissionalmente há muito faz, e que, nas palavras de Cláudia Sousa, voluntária e responsável pelo projeto Gato Francisco, tem um único nome: «magia». E a verdade é que, a julgar pela procura que o sabonete “mágico” está a ter, não está sozinha nessa apreciação. «Mais houvessem, mais íam», diz-se num dos dois locais onde – para já – os sabonetes estão a ser disponibilizados (na parafarmácia Realfarma e no Real Hospital Veterinário, ambos em Braga).

Ana Sampaio explica que o processo de fabrico é 100% artesanal e que os sabonetes «são feitos de glicerina de boa qualidade, e que podem ser utilizados em todo o corpo, inclusive no rosto. Os corantes [que permitem, por exemplo, os motivos decorativos] são cosméticos e o aroma é de aveia». A criadora e impulsionadora da ideia garante que «quando se trata de ajudar não é preciso inventar a roda mas antes, e no limite dos nossos conhecimentos e possibilidades, sermos criativos na concretização daquilo em que acreditamos e a que nos propomos, e este foi um desses casos».

De acordo com a nota divulgada pelo projeto Gato Francisco, Maria Ferreira, jurista e adotante de um gato de rua, fez questão de encomendar já uma dúzia de sabonetes para oferecer às amigas, fazendo questão de referir que «fé sem obras é morta».

Cada sabonete tem um preço unitário de  2,50 euros, sendo que 1 euro reverte para o Projeto Gato Francisco.