Sabia que o Gato não faz parte do Zodíaco Japonês? Descubra aqui o motivo

0
1330

É verdade, não deixa de ser um dado curioso! O Gato, esse animal tão adorado e acarinhado no Japão ao ponto de ter um dia só para ele, comemorado a 22 de fevereiro, não faz parte do Zodíaco deste pais.

De acordo com a lenda, Buddha convocou todos os animais para ajudá-lo a beneficiar todos os seres.

Ao total, 13 animais responderam ao chamamento e partiram em seu auxílio. Então, por qual motivo o Juunishi (os signos que compõe o Horóscopo Japonês) possui apenas 12 animais? E para onde foi parar o gato, animal tão adorado no Japão?

De acordo com uma das versões da lenda primordial da astrologia, dos treze animais, o primeiro a chegar na presença de Buddha foi Ne (Rato), regente do primeiro ano do ciclo. A agilidade e disponibilidade do rato a favor do seu mestre gerou ciúmes em Neko (como é conhecido o Gato). Num acesso de raiva, Neko comeu Ne na esperança de se tornar o favorito de Buddha. Porém, como punição, Neko foi expulso e perdeu o seu ano de regência. Assim, de acordo com esta versão da história da astrologia oriental, o que expulsou o gato foram os ciúmes e a raiva extrema e descontrolada, causada pela paixão.

Mas existe outra versão desta lenda

Foi confiado ao rato a tarefa de convidar todos os animais existentes para que se apresentassem ao senhor Buda para um banquete. O gato era um bom amigo do rato, mas este enganou-o, fazendo com que acreditasse que o banquete seria no dia seguinte. O gato dormiu sossegadamente enquanto o banquete era realizado, imaginando que só ocorreria no dia seguinte. Quando descobriu a verdade, prometeu ser para sempre o inimigo natural do rato. Apenas 12 animais compareceram ao banquete. Buda, para demonstrar a sua gratidão, atribuiu a cada animal um ano, e assim, todas as pessoas que nasçam nesses anos, herdam deles algumas das suas características.

 

 

Deixe uma resposta

Por favor insira o seu comentário
Por favor insira o seu nome