Em Oeiras, a esterilização e a adoção substituem o abate de animais

0
10014
Foto: Câmara Municipal de Oeiras

O Município de Oeiras assume, desde 2014, uma política inovadora relativa ao bem-estar animal, desenvolvendo políticas de esterilização, de incentivo à adoção e de sensibilização para o não abandono de animais de companhia.

Esta atuação da autarquia, que abrange canídeos e gatos, veio antecipar em quatro anos todas as medidas previstas na Lei de 2017, que em breve vai entrar em vigor.

No que se refere a canídeos, foi estabelecido um programa regular de adoções e parcerias que permitem a gestão do Centro de Recolha Oficial de Animais do Município de Oeiras, sem recorrer ao abate de animais, adianta uma nota de imprensa divulgada pela Autarquia.

Antes de os animais serem disponibilizados para adoção, é promovida a respetiva esterilização, após o período legal de guarda.

Em breve, adianta aquela mesma nota, o Município de Oeiras vai lançar uma campanha alargada para incrementar o número de adoções e permitir cumprir a função legal de resgate de animais vadios na via pública.

Paralelamente, Oeiras realiza campanhas regulares de sensibilização para as boas práticas e fiscalização para evitar ou diminuir os problemas de abandono e maus tratos.

Com vista ao combate às tradicionais causas de abandono, o Município estabeleceu ainda parcerias para proporcionar a munícipes carenciados a distribuição mensal gratuita de rações e protocolou com a Ordem dos Médicos Veterinários a atribuição de um voucher (cheque veterinário) para os cuidados básicos médicos veterinários e esterilização.

Centro de Apoio Animal para gatos

No que diz respeito aos gatos, a Câmara Municipal estabeleceu um programa que conta com o envolvimento de voluntários e de cuidadores de colónias de rua, que permitiu conhecer e ter georreferenciadas todas as colónias existentes.

Através do Centro de Apoio Animal, localizado no Jardim Municipal de Oeiras, o Município disponibiliza gratuitamente cuidados veterinários para os animais (gatos) provenientes das colónias do concelho e realiza a sua esterilização e desparasitação, encaminhando todos os animais com características que o permitam para adoção.

De acordo com o comunicado de imprensa do Município de Oeiras a que a MIAU teve acesso, anualmente são esterilizados cerca de 1600 gatos, o que tem permitido a redução natural dos animais de rua e temos uma média de adoções de 650 gatos por ano.

Por último refira-se que o Município de Oeiras tem implementado um regime de identificação eletrónica a todos os animais adotados, tanto para cães como para gatos.

Deixe uma resposta

Por favor insira o seu comentário
Por favor insira o seu nome