Equador faz ultimato a Assange para que cuide melhor do gato

0
610

Exilado na embaixada do Equador em Londres desde 2012, Julian Assange, o co-fundador do portal WikiLeaks, recebeu um memorando que impõe um conjunto de regras que terão de ser cumpridas, sendo uma delas tratar melhor o gato que vive consigo nas instalações diplomáticas na capital inglesa. Caso o australiano não providencie cuidado adequado ao “bigodes”, este será retirado ao hacker e entregue a um abrigo.

O “bichano” de Assange – uma prenda dos seus filhos e detentor de uma conta própria na rede social Twitter (https://twitter.com/EmbassyCat) – é conhecido como “O Gato da Embaixada” e por usar uma coleira com uma gravata vermelha e branca. O companheiro felino do ativista é muitas vezes fotografado na varanda e janelas do edifício diplomático.

Julian Assange ficou mundialmente famoso por ter revelado no portal WikiLeaks, em 2010, informação confidencial norte-americana sobre a guerra no Afeganistão e Iraque.

Deixe uma resposta

Por favor insira o seu comentário
Por favor insira o seu nome