Especial: Uma Visita ao Primeiro Cat Café nos EUA

0
491

Localizado em Oakland, o “Cat Town Café and Adoption Center”, foi o primeiro cat café a abrir nos Estados Unidos da América, no ano de 2014. Paula LaBine uma amante de gatos que escreve sobre cat cafés conta-nos tudo sobre este estabelecimento especial!

Um resgate sem fins lucrativos desde 2011 transformou o cenário de cat café num modelo de extensão de abrigo e centro de adoção que é já um conceito que predomina hoje não só nos Estados Unidos da América como em muitos pontos do mundo. O Cat Town Cafe and Adoption Center é também um espaço pioneiro em técnicas de socialização usadas para aumentar o número de adoções de gatinhos mais tímidos e assustados e também daqueles que têm um comportamento mais selvagem e demonstram tendência para evitar o contacto com humanos.

“O dia em que visitei este café, fui uma sortuda por conhecer Ann Dunn, a fundadora do Cat Town”, revela Paula LaBine à MIAU.

Ann, começou como voluntária no “Oakland animal services”, um abrigo que na altura estava com poucos recursos para cuidar do número de animais que recebia a cada ano. Sentindo que era um ambiente difícil para alguns dos gatos, procurou uma alternativa para ajudar os gatos que corriam maior risco de eutanásia. A Ann e o seu cat café continuam a colaborar com o “Oakland animal services” compartilhando o mesmo grupo de voluntários que identificam os gatinhos que podem vir a beneficiar do ambiente providenciado pelo o “Cat Town”.

O projeto “Cat Town” começou como um programa de adoção em 2011 e, em 2014, Ann abriu o “Cat Town Café” em colaboração com Adam Myatt, conhecido como o Cat Man da zona oeste de Oakland. É impressionante como Ann e Adam se rodearam de especialistas para os aconselhar não só no cuidado e comportamento dos gatos como também em questões legais e administrativas. O sucesso não acontece por acidente, e requer um esforço acentuado.

Conversei com a Ann no espaço “The Studios”, dentro do “Cat Town”, uma expansão do seu principal centro de adoção, que surgiu em 2017, onde funcionários e voluntários trabalham em colaboração com o abrigo Oakland, proporcionando uma maior atenção e uma grande oportunidade para os gatinhos serem adotados. Falámos bastante àcerca da jornada que os levou até onde se encontram neste momento e o quanto a Ann aprendeu durante este percurso. Como por exemplo, a parte mais “café” do projeto quase os levou ao fundo, visto que gerir um estabelecimento deste género provou ser um verdadeiro desafio. Felizmente, o destino interveio e o bom pessoal do “RAWR Coffee Bar” agarrou o projeto, e tenho a dizer que fazem um trabalho magnífico. O meu copo de café “Highwire” estava excecional!

Quando a situação estabilizou, Ann focou-se no centro de adoção, que explica ser a sala principal onde a maioria dos gatos reside, fazendo parte do processo de socialização. Os animais são preparados no “The Studios” para passarem ao Centro de Adoção. Os gatinhos mais tímidos aprendem com os mais confiantes a interagirem com os humanos.

Fiquei espantada ao saber que existe uma estrutura e um método comprovado para aclimatizar e socializar os gatos. Depois da nossa conversa, passei bastante tempo nos dois espaços do “Cat Town” a interagir com os gatinhos e a equipa. O espaço é maravilhoso, brilhante, colorido e limpo e definitivamente que tem boas vibrações o que provoca o efeito calmante em gatos e igualmente em humanos. Senti este lugar como se fosse um abraço caloroso.

A compaixão e energia que a Ann e a sua equipa têm pelos felinos mais vulneráveis, juntamente com a incrível disciplina que têm demonstrado ao fazer do “Cat Town” um sucesso é algo que posso não conseguir fazer jus ao transmitir. Nas minhas “cat travels”, conheci amantes de gatos e cat cafés de sucesso, mas a combinação de conhecimento, carinho, dedicação e inteligência surpreendeu-me e colocou o “Cat Town Café” numa categoria diferente. Se és um apaixonado por gatos, adoras este tipo de viagens, és defensor do resgate ou aficionado por cat cafés, o “Cat Town” é o teu destino de sonho.

The Neighbor’s Cat é o alter ego de Paula LaBine, uma amante de gatos que escreve sobre cat cafés, resgate/adoção & CED, e foi destaque na revista Miau, no blog Katzenworld, The Catnip Times e Taiwan Scene. Está atualmente na missão de visitar todos os cat cafés do mundo, e visitou 200 em 29 países até agora! Encontre-a em theneighborscat.com ou no Facebook/Twitter @catcafeviews

Deixe uma resposta

Por favor insira o seu comentário
Por favor insira o seu nome