Gato Paçoca ajuda na aprovação da Lei que permite circulação de animais no metropolitano de São Paulo

Os animais devem ter até dez quilos e estar em caixas transportadoras adequadas. A legislação já permitia o transporte de animais de companhia nos autocarros em São Paulo.

3
1965
Foto do Paçoca no livro "Ághata Borralheira & Amigos tocando corações"

O gatinho Paçoca, paraplégico e portador de lindos olhos ímpares, foi o protagonista de uma grande vitória dos animais em São Paulo, um dos mais importantes estados brasileiros.

Neste dia 25 de janeiro, quando justamente São Paulo completava 465 anos de existência, foi aprovada a lei que permite que os animais domésticos circulem nas composições do metro e comboio e também nos autocarros intermunicipais das 4h40 às 6h, das 10h às 16h e das 19h até meia-noite. Nas horas de pico podem ser transportados mediante solicitação de um veterinário para procedimentos como cirurgia agendada.

O transporte em autocarros já era permitido, mas ainda faltava facilitar o atendimento dos animais, por exemplo, nos hospitais públicos e clínicas veterinárias que ficam próximos de estações do metropolitano.

Com esta medida, São Paulo passa a integrar o conjunto de outras capitais mundiais como Nova York, Paris, Moscovo e Lisboa, onde cães e gatos já podem circular nos metropolitanos seguindo algumas regras. Em São Paulo será permitido o ingresso de animais domésticos com até 10 quilos e acondicionados dentro de caixas de transporte.

Campanha “Somos Todos Paçoca” ajuda na promulgação desta lei

O gato Paçoca numa foto assinada pelo fotógrafo Fheliz

“Foram oito anos de luta. Tudo começou com a minha cachorrinha Barbie que tinha câncer e era tratada num hospital público. Era muito difícil manter o tratamento dela sem usar o metropolitano. Além disso, eu via muitos animais a chegar desmaiados ao hospital porque os seus tutores quase os sufocavam em sacolas e bolsas quando os transportavam no metropolitano de forma disfarçada”, relata Simone.

A partir da cachorrinha Barbie, Simone começou uma campanha pedindo que os animais domésticos pudessem usar o transporte público. Há pouco mais de um ano, a campanha ganhou um “gato propaganda” e também um slogan: “Somos Todos Paçoca”. O gatinho de índole dócil e muito comunicativo passou a frequentar até mesmo a Assembleia Legislativa de São Paulo em busca de apoio político.

Simone Gatto, tutora do Paçoca e com um sobrenome bem sugestivo, levou o gatinho a inúmeros eventos pedindo apoio de artistas como a atriz Vera Fischer.

A atriz Vera Fischer com o gato Paçoca.

Ainda quando filhote, em 2016, Paçoca participou num calendário da ONG Ampara, posando com os atores Débora Nascimento e José Loreto (este último atualmente na novela da Rede Globo “O Sétimo Guardião” que é também protagonizada por um gatinho, o Leon que é destaque na sétima edição da MIAU Magazine.

Os atores Débora Nascimento e José Loreto com o gato Paçoca

Vale ressaltar que Paçoca seria sacrificado se Simone não tivesse tomado a decisão de cuidar dele desde pequeno. “Ele cresceu, tornou-se um gato amoroso e fundamental para mais essa conquista no Brasil”.

Paçoca é ainda personagem do livro “Ághata Borralheira & Amigos tocando corações” que reúne animais de dentro e fora do Brasil, exemplos de superação. “Então que o exemplo do gato Paçoca continue “tocando corações” pelo mundo.”

Foto do Paçoca no livro “Ághata Borralheira & Amigos tocando corações”

Conheça a página do Paçoca no facebook https://www.facebook.com/pacocagatto

3 Comentários

  1. Muito grata pela gentileza de escrever minha luta com tanto respeito e delicadeza,a matéria ficou lindíssima,muito obrigada, e se precisar de mim estou aqui, abraços

  2. Matéria super interessante e muito importante….. traz muita esperança para um futuro consciente e com mais compaixão ❤️❤️❤️❤️❤️❤️

  3. Um avanço sem precedentes o resultado da campanha do gatinho Paçoca! O trabalho persistente que frutificou na conscientização dessa necessidade, parabéns aos envolvidos!

Deixe uma resposta

Por favor insira o seu comentário
Por favor insira o seu nome