Coaching e stand up comedy intercalados com formação científica potenciam Congresso Veterinário Montenegro

Formato inovador pretende reforçar contactos informais entre participantes

0
155
Luís Montenegro, director clínico do Hospital de Referência Veterinária Montenegro, organizador do Congresso.

O XV Congresso Hospital Veterinário Montenegro aposta num modelo inovador que procura potenciar a formação científica adquirida durante o evento e fomentar os contactos informais.

O modelo de congresso de sala cheia, a meia luz e com palestrantes a falar durante horas está completamente ultrapassado. As pessoas querem ir a um congresso, aprender e participar no processo de aprendizagem”, frisa Luís Montenegro, director clínico do Hospital de Referência Veterinária Montenegro.

Subordinada ao tema “Dermatologia Sem Segredos”, o XV Congresso Hospital Veterinário Montenegro, que decorre no Europarque de 22 e 24 de fevereiro, terá em funcionamento simultâneo cinco salas com palestras científicas: Medicina Veterinária, Enfermagem Veterinária, sala de comunicações científicas, sala Primeiros Socorros e o auditório no pavilhão comercial. “Durante os dias 22 e 23 teremos um programa com uma vertente mais científica, com a apresentação de casos clínicos em directo, em que desafiamos um médico veterinário convidado a diagnosticar doenças em tempo real e respectivos tratamentos para casos que não conhece previamente”, diz Luís Montenegro.

“No sábado, dia 23, teremos em funcionamento a sala de primeiros socorros. Trata-se de um espaço destinado a bombeiros e que visa dar resposta e fornecer competências para o resgate de animais e prestação de primeiros socorros em várias situações do dia-a-dia, nomeadamente no caso de acidentes rodoviários”, frisa o director clínico do Hospital de Referência Veterinária Montenegro.

Tudo isto será intercalado com momentos de lazer, contando-se com a actuação de artistas como Duquesa (músico), Rui Lourenço e Guilherme Duarte (stand up comedy), Pedro Cruz (magia) e Academia Danciart (dança), bem como sessões de coaching. O congresso conta com a presença de 2000 médicos veterinários, dos quais 500 espanhóis, e alguns dos maiores especialistas europeus em Medicina Veterinária, como Lluis Ferrer, Ana Oliveira, Diana Ferreira, Pachi Clemente e Patrícia Poeta, entre outros.

O congresso vai ainda homenagear o Prof. Miguel Faria com um prémio em seu nome, no valor de 1000 euros, que visa distinguir a melhor comunicação livre. Luís Montenegro destaca que “as comunicações científicas têm sido de uma qualidade extremamente elevada e são um orgulho para a classe. Em 2018 reuniu 85 submissões, o maior número de sempre, e que esperamos superar”.

O evento encerra no dia 24 com a “Corrida do Veterinário” e a “Caminha para o cão”, iniciativas abertas à sociedade e que se constituem como a maior corrida e caminhada do país com fins solidários para animais. A organização irá doar um euro por cada inscrição na “Corrida do Veterinário”, de 10 quilómetros, e na “Caminhada com o cão”, de 5 quilómetros, a uma de duas associações a escolher pelo participante: a Veterinários sem Fronteiras ou a Associação dos Amigos dos Animais de Santa Maria da Feira, duas associações sem fins lucrativos. As duas provas solidárias vão distribuir um total de 3.000 euros em prémios aos vencedores.

Deixe uma resposta

Por favor insira o seu comentário
Por favor insira o seu nome