Levar os Gatos à Rua: Sim ou Nâo

0
452

Antigamente, as pessoas que tinham gatos deixavam-nos andar à vontade na rua, para irem dar a sua voltinha, porque haveriam de voltar para casa quando a fome apertasse. Nessa altura, não havia a preocupação com os perigos que os gatos poderiam correr.

Hoje, os donos agem de forma mais cautelosa e a regra é manter os animais em casa, sem acesso à rua. E, vivendo a maior parte das pessoas em apartamentos, é fácil manter essa postura.

Mas levar um gato à rua é diferente de deixá-lo andar na rua à sua vontade.

A minha primeira gata tinha sempre a porta de casa aberta para ir até ao quintal. Ali ficava horas, apanhava sol, rebolava no chão, brincava. Durante anos, nunca teve a ideia de saltar para fora daquele muro.

Já a segunda gata que tivemos, não soube dar valor à liberdade que tinha. No início, deixávamo-la ir ao quintal, e ela ficava por ali. Quando não a víamos, era porque estava empoleirada e camuflada no cimo da árvore. Mas, quanto mais crescia, mais se aventurava, e começou a saltar o muro, a correr para a estrada, a querer ir cada vez mais longe.

Por isso, passámos a ser nós a levá-la ao quintal. Os vizinhos ficavam muito admirados porque me viam com ela ao colo por ali, muitas vezes até a apanhar roupa ao mesmo tempo, ou simplesmente, sentada no degrau ou numa cadeira com ela ao colo.

E é assim que as nossas atuais gatas vão à rua, apenas e exclusivamente, ao colo. Em pequenas, as duas juntas. Agora que estão mais velhas, já tem que ser um colo diferente para cada uma.

No entanto, há quem consiga passear os seus gatos com trela, como se se tratassem de cães, e que se portam bem durante o passeio.

Da minha experiência, os gatos gostam de apanhar o ar da rua, de sentir os diferentes odores, de observar tudo o que não conseguem ver dentro de casa. Nos dias de calor, por exemplo, às nossas gatas sabe-lhes pela vida ir até ao quintal de manhãzinha, ou ao final da tarde, para sentir o ar fresco.

Claro que os perigos não deixam de estar lá. Se se assustarem com algum som ou algum outro animal, ou pessoa que por ali passe, podem saltar do colo e fugir. Ou ver alguma coisa que os faça ir atrás. Por muito que conheçamos os nossos animais, eles podem, por vezes, ser imprevisíveis.

Não é obrigatório levar os gatos à rua. Mas se quiserem tentar, é uma questão de procurar perceber como se irá comportar o gato, ir vendo se ele se dá bem com trela, ou perceber se podem deixar o gato num espaço aberto, em que ele não consiga sair de lá, nem outros animais, que o coloquem em perigo, entrar.

Deixe uma resposta

Por favor insira o seu comentário
Por favor insira o seu nome