Cuba: Havana registou manifestação histórica pelos direitos dos animais

Marcha de ativistas defensores dos animais pode ser o primeiro protesto não vinculado ao Estado autorizado pelo Partido Comunista desde a revolução cubana.

0
160
Grettel Montes de Oca Valdés, bailarina profissional e fundadora do grupo Cubanos em Defesa dos Animais, posa com quatro gatinhos que recebeu em sua casa em Havana — Foto: AP/Ramon Espinosa

Mais de 400 defensores de animais marcharam pacificamente mais de um quilómetro por Havana no passado domingo, gritando palavras de ordem e exibindo placas pelo fim da crueldade contra os animais em Cuba.

Curta e aparentemente simples, a marcha escreveu uma pequena mas significativa linha na história da Cuba moderna que os participantes e historiadores consideram sem precedentes desde os primeiros anos da revolução, refere o sputniknews

“É sem precedentes”, disse Alberto Gonzalez, organizador da marcha e editor da The Ark, uma revista online cubana de amantes de animais. “Isso vai marcar um antes e um depois.”

A marcha pelos direitos dos animais foi acompanhada por pelo menos duas dúzias de agentes de segurança do Estado, que observavam os participantes de perto, mas não interferiam. González disse que as autoridades de segurança pediram que ele mantivesse a marcha da rua principal, onde foi autorizada, para uma rua lateral menor, a fim de evitar o tráfego.

Com algumas dezenas de participantes passeando com os seus animais, até em carrinhos de bebé, a marcha terminou no túmulo de Jeannette Ryder, uma americana que lutou pelos direitos dos animais em Cuba no início do século XX.

A manifestação foi coberta por praticamente todos os grandes meios de comunicação internacionais instalados na capital cubana.

Em Cuba, praticamente todos os bairros têm um ou dois residentes que se dedicam a alimentar, tratar e esterilizar cães e gatos de rua. O país tem apenas um grande grupo de resgate de animais oficialmente reconhecido, o Aniplant, e talvez uma dúzia de outras pequenas organizações não-estatais em Havana e noutras grandes cidades.

Deixe uma resposta

Por favor insira o seu comentário
Por favor insira o seu nome