Obras do Centro de Recolha Oficial de Animais de Porto de Mós já arrancaram

0
45

Já iniciaram os trabalhos de construção do CRO – Centro de Recolha Oficial de Animais de Companhia, que se localizará na atual Zona Industrial de Porto de Mós. A obra representa um investimento de €188 596,00 e prevê-se que esteja concluída este ano, avança a autarquia.

O Centro Municipal de Recolha de Animais de Companhia tem como objetivo promover o bem-estar animal e assegurar a segurança e a tranquilidade das populações, sensibilizando para o respeito dos direitos dos animais.

No site da Câmara Municipal de Porto de Mós pode ler-se que “o centro de recolha permitirá o alojamento dos animais capturados, contribuindo para garantir, do ponto de vista sanitário, a vigilância de zoonoses graves, como é o caso da raiva e o controlo da propagação de outras como leishmaniose, equinococose/hidatidose, sarnas e tinhas”

O edifício desenvolve-se num único piso e é composto pelos seguintes espaços: uma sala de enfermaria, uma sala de cirurgia, uma sala de recobro, um gabinete médico, três instalações sanitárias, incluindo um duche, um gabinete de receção e administração, um armazém de materiais de captura e alimentação, dezassete celas para cães, quinze celas para gatos (em gaiola), dois compartimentos para outras espécies, duas celas para isolamento ou quarentena, uma cela para fêmeas com ninhadas e uma área para higienização dos animais dotada de água quente. Os vários compartimentos que constituem o Centro (CRO) agrupam-se de modo a separar as áreas de serviço das áreas das celas onde se encontram os animais de companhia, bem como a separação em áreas distintas das zonas destinadas ao canil e ao gatil.

O CRO contará, ainda, com diversas área exteriores que permitirão garantir a existência de condições para melhorar a qualidade de vida animal.

Esta infraestrutura permitirá ao Município dar cumprimento ao disposto na legislação, no controlo de animais errantes, que será complementado com a criação de um programa de adoções responsáveis.

Deixe uma resposta

Por favor insira o seu comentário
Por favor insira o seu nome