‘A Ilha dos Gatos’, um documentário Brasileiro com estreia marcada para dia 6 de julho em São Paulo

Documentário ‘A Ilha dos Gatos’ será exibido em evento sobre controle de gatos de vida livre em São Paulo. O filme mostra o trabalho de um grupo de ambientalistas que tenta controlar a ação de gatos domésticos numa ilha.

0
285

O filme do diretor mineiro Diego Lara que conta a história da 4ª Expedição do Projeto Veterinários na Estrada para a Ilha dos Gatos em Mangaratiba (RJ) tem estreia marcada durante o 2º Seminário Brasileiro de CED, que acontecerá no dia 06 de julho, no auditório do Shopping MarketPlace, na cidade de São Paulo.

A notícia vem publicada no portal da ONG olharanimal.org, referindo ainda que a iniciativa para a realização do 2º Seminário Brasileiro de CED (A cultura de CED, o controle ético de cães e gatos e a biodiversidade) é da Ampara Animal.

Esta ONG convidou Eduardo Pedroso, da ONG Bicho Brother (especializada em controle ético de gatos de vida livre), para fazer a pesquisa e a reunião de profissionais que vão explicar conceitos e procedimentos do método CED (Captura, Esterilização e Devolução) e também expor e debater sobre a delicada relação entre animais domésticos e a fauna silvestre brasileira.

Sobre o Documentário ‘A Ilha dos Gatos’

‘A Ilha dos Gatos’ é uma média-metragem que foi rodada em outubro de 2018 na Baía de Sepetiba (RJ), local caracterizada por uma mescla de vida selvagem e degradação ambiental.

A Direção deste documentário está a cargo de Diego Lara, um premiado diretor e jornalista brasileiro conhecido pelos seus trabalhos em várias emissoras como o History Channel, o H2, a Futura TV, a Cinebrasil TV, o SBT SC e a Off TV.

O documentário ‘A Ilha dos Gatos’ mostra o trabalho de um grupo de ambientalistas que tenta controlar a ação de gatos domésticos que são predadores das aves silvestres existentes na ilha. Os ambientalistas montaram um hospital de campanha e aplicaram o método CED na tentativa de reduzir a extensão do problema.

Eduardo Pedroso, que dirige o seminário e tomou parte na expedição lembra que “durante os trabalhos comandados pela Dra. Amélia Oliveira, do Projeto Veterinários na Estrada, pude experimentar capturar gatos asselvajados longe das zonas urbanas, num lugar que ainda guarda parte do seu estado selvagem, apesar da forte ação antrópica”.

Eduardo destaca ainda outra observação: “Nesse local os gatos assumiram estado selvagem e predam outros animais e são predados também, como acontece em relação ao lagarto teyu, outro animal exótico invasor que coloca em risco a existência da fauna silvestre brasileira”.

Ainda de acordo com a notícia da Olhar Animal, a exibição do filme ilustrará o evento da Ampara Animal, que terá a participação de profissionais ligados ao controle ético de animais domésticos, como a Dra. Fernanda Conde, que vai dissertar sobre castração pediátrica de cães e gatos e seus tabus na sociedade.

Também a Dra. Thamires Sigarini estará presente e a sua palestra vai demonstrar a importância da castração minimamente invasiva (CMI) no protocolo de CED.

O seminário contará também com a presença da Dra. Andrea Bassi, chefe do Setor de Animais Domésticos da Divisão de Vigilância de Zoonoses da Prefeitura de São Paulo (antigo CCZ-SP), que abordará a rotina de controle de animais de rua que o órgão público promove na capital paulista.

O painel de palestrantes terá ainda a presença de Tatiana Sales, idealizadora da ONG Confraria dos Miados e Latinos, que utilizará a sua formação de historiadora para contar a história do método CED no Brasil, e do Dr. Bruno Marques, professor do Centro Universitário UNINTA (Sobral-CE), que desenvolve, junto do ICMBio e outras entidades, trabalho de conservação da fauna silvestre e controle de espécies exóticas e invasoras no Parque Nacional de Jericoacoara (CE), com especial atenção para os cães e gatos da região.

Para inscrições e informações contactar eventos@amparanimal.org.br

Sobre a ONG Olhar Animal

Olhar Animal
A ONG Olhar Animal foi formalmente constituída no ano de 2006, mas, desde 2001 que tem vindo a desenvolver a sua atividade na propagação de informação, organização de eventos, campanhas, mobilizações, proposições legislativas, entre outras iniciativas. A Olhar Animal tem como principal missão a consciencialização e sensibilização das pessoas para os interesses dos animais e para a necessidade e dever moral de os defender.

 

Deixe uma resposta

Por favor insira o seu comentário
Por favor insira o seu nome