Cheque-veterinário ganha novas adesões

0
78

Os municípios de Alcochete, Albergaria-a-Velha, Ferreira do Alentejo e Alenquer juntaram-se ao Programa Nacional de Apoio à Saúde Veterinária para Animais de Companhia em Risco, conhecido como cheque-veterinário, que fica assim com 24 concelhos associados, foi ontem anunciado.

“O cheque-veterinário, criado pela Ordem dos Médicos Veterinários (OMV), visa a prestação de cuidados de saúde aos animais em risco, nomeadamente no que se refere à vacinação, desparasitação e esterilização, bem como outros tratamentos”, explicou a OMV em comunicado.

Emitido pelo município/junta de freguesia aderente, o cheque-veterinário, que se destina a animais em risco identificados pelas autarquias, é utilizado nos Centros de Atendimento Médico-Veterinários (CAMV) associados.

Desde 2017, ano em que a iniciativa entrou em vigor, foram tratados mais de 5500 animais através dos fundos destinados a cada câmara municipal aderente, num valor superior a 300 mil euros.

Além dos atuais 24 municípios aderentes, durante a pandemia da covid-19, houve um crescimento de 50 CAMV ao programa, contabilizando-se no total 355 centros associados.

Segundo o bastonário da OMV, Jorge Cid, citado na nota, este plano é fundamental para os municípios, permitindo atenuar o abandono animal e garantir a assistência de animais em risco, uma vez que algumas autarquias “não possuem sequer centros de recolha oficial nem médico-veterinário municipal”, acabando por ter de recorrer à contratação de médicos-veterinários.

“Com a criação desta rede nacional entre os diferentes municípios e os Centros de Atendimento Médico-Veterinários aderentes, a OMV implementou o que pode ser considerado como um verdadeiro Sistema Nacional de Saúde Animal”, destaca ainda Jorge Cid.

A OMV, na sua plataforma digital, disponibiliza também um espaço reservado ao programa com vídeos explicativos, dúvidas mais frequentes e áreas de consulta e adesão.

Fonte: Lusa

Miau Magazine
Author: Miau Magazine

teste

- Advertisment -

Deixe uma resposta

Por favor insira o seu comentário
Por favor insira o seu nome