Com vídeo: Famílias reencontram os seus animais perdidos após explosão de Beirute

0
335

Uma jovem mulher libanesa, visivelmente emocionada, abraça o seu gato contra, aliviada, como tantas outras pessoas, por reencontrar seu animal de estimação depois da explosão que atingiu a capital do país, Beirute.

Os animais de companhia têm sido uma espécie de consolo para muitos dos que foram afetados pelo grave incidente ocorrido em 4 de agosto.

A explosão no porto estilhaçou vidros e atirou uma série de destroços pelos ares. Provocou cerca de 170 mortes e 6.500 feridos e deixou mais de 300 mil pessoas sem casa.

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é found1.jpg

Nos dias que se seguiram a este desastre, muitos animais de estimação, alguns deles feridos, fugiram das suas casas.

Yandi Sfeir, uma advogada de 38 anos, ficou ferida e teve que ir de urgência para o hospital, onde recebeu seis pontos no braço.

Quando voltou para casa, seu gato Lucky havia desaparecido. O pequeno felino foi encontrado sete dias depois, três metros abaixo do solo, sem comida ou água.

Voluntários de um grupo de direitos dos animais, o Animals Lebanon, concentraram esforços para resgatar os animais afetados por esta tragédia, acabando por ajudar o gatinho Lucky.

“Eu esperava que alguém o tivesse encontrado e estivesse a cuidar dele. Mas a alegria que senti quando o vi foi como se um peso tivesse sido retirado das minhas costas”, disse Sfeir

A presença de Lucky trouxe conforto enquanto ela tenta lidar com o trauma do desastre, conta a advogada.

“Ainda sinto as vibrações que antecederam às explosões. Estou sempre preocupada que algo vá acontecer”.

Desde a explosão, Sfeir evitava dormir sozinha em casa, pedindo sempre à sua mãe ou amigos para lhe fazerem companhia.

Lucky “vai me ajudar a dormir em casa novamente”, relata a libanesa, acrescentando que o comportamento do gato também mudou – ele pula ao menor ruído.

Segundo a Animals Lebanon, Lucky foi um dos mais de 100 animais de estimação rque puderam ser devolvidos às respectivas famílias, graças aos esforços de instituições de caridade e centenas de voluntários.

“Os animais têm um efeito lindo nas pessoas, um efeito terapêutico, e essas pessoas ficam tão felizes ao ver que seu animal ainda está vivo, é como se esquecessem que perderam tudo”, disse à AFP Maggie Shaarawi, vice-presidente da Animals Lebanon.

A catástrofe “trouxe a compaixão de todos pelos seres vivos em geral e é algo realmente lindo, as pessoas estão unidas em muitas frentes”.

Para as centenas de milhares de libaneses que tiveram os lares atingidos, muitos deles quase que totalmente destruídos, os animais de estimação são “o último elo com sua casa”, explica Kamal Khatib, um dos voluntários.

O grupo já reuniu dezenas de pessoas com os seus cães e gatos, contou Khatib. “É uma sensação incrível vê-los se encontrar novamente.”

Poderá conhecer melhor e ajudar a Associação Animals Lebanon AQUI

Assista ao vídeo:

Miau Magazine
Author: Miau Magazine

teste

- Advertisment -

Deixe uma resposta

Por favor insira o seu comentário
Por favor insira o seu nome