Como é que os veículos e os animais de companhia se tornam melhores amigos

8 dicas BMW para transportar o melhor amigo em segurança

0
90

Ir de viagem com animais, especialmente com cães e gatos, num veículo pode ser um desafio: Choramingam, ladram e, às vezes, vomitam mesmo antes de conseguirmos colocar-lhes o cinto de segurança.

Assim, a BMW partilha 8 dicas para conduzir com estes animais de estimação como se fosse um passeio no parque.

  1. COMEÇAR DEVAGAR

Comece por preparar a viagem com antecedência. Deixe o animal de estimação conhecer o carro devagar e com bastante antecedência, com o motor desligado. Pode levantá-lo ou tentar que o cão entre para dentro do carro com pequenas guloseimas. Aproveite para alimentá-lo, de forma controlada no carro por alguns dias, pois irá ajudá-lo a criar associações positivas. Antes da viagem começar dê um passeio com ele, para que possa gastar mais energia e fazer as suas necessidades. Assim, estará mais calmo durante a viagem.

  1. MARCAR TERRITÓRIO

Um passeio de carro significa muita emoção. Portanto, uma boa rotina ajuda. De preferência, forneça um ambiente calmo e tranquilo ao animal, por isso evite ter o volume do rádio muito alto e verifique se a temperatura está apropriada ao seu animal. Na viagem leve objetos que o seu animal de estimação reconheça e associe a uma experiência positiva, para que este se sinta mais seguro e confortável, como por exemplo, um brinquedo ou uma manta. E, certifique-se de que pode fazer contato visual com seu animal enquanto conduz. 

  1. PROTEGER COM SEGURANÇA

O transporte de animais em automóveis não envolve grandes mistérios, mas é preciso certificar-se que a segurança do seu amigo patudo é respeitada. Desta forma, não corre riscos desnecessários e evita surpresas, como a chegada de multas. Apesar do Código da Estrada, classificar animais como ‘carga’, não deixa de ser imprescindível que ao viajar com gatos e/ou cães, o transporte destes não afete a segurança e a condução, pois qualquer movimento imprevisível do seu animal de estimação pode dar origem a uma situação de perigo ou, em último caso, provocar um acidente. De acordo com o segundo o Decreto-Lei nº 315/2003, o transporte de animais deve ser efetuado em veículos e contentores apropriados à espécie e ao número de animais a transportar tendo em conta o espaço, ventilação, temperatura.  Se a lei não for cumprida e se, ao viajar com animais de estimação, a sua condução seja posta em risco, saiba que poderá ser autuado. Como tal, evite deixar o seu animal solto durante a viagem, pois a multa pode variar entre os 60€ e os 600€.

Resumindo, para garantir que a viagem vai correr bem, há 3 formas de transportar animais de estimação em automóveis:

  • Utilizar uma caixa transportadora. A caixa transportadora é, de facto, a solução mais comum e pode ser bastante útil, pois para além de proteger o seu animal durante a viagem, também o defende em caso de acidente. Para somar mais uma vantagem, a caixa transportadora garante uma camada a mais de proteção em caso de acidente na estrada.
  • Cinto de segurança para cães e/ou gatos. Pode ser uma boa opção no caso de viagens mais longas, evitando que o seu animal fique na caixa transportadora muito tempo. Esta alternativa é bastante prática, uma vez que se trata de um mecanismo que apenas precisa de prender ao cinto de segurança do carro, fazendo a ligação com o peitoral.
  • Rede, grelha divisória ou grade para cães. Por norma, fica colocada entre os bancos traseiros e o porta-bagagens, para evitar que o animal seja projetado para a frente. Apesar de não ser tão eficaz como as apresentadas anteriormente, permite-lhe isolar o seu animal de estimação na parte traseira do veículo, não interferindo assim com a condução e promovendo a sua segurança na estrada. Para além disso, revela-se uma boa alternativa para quem tem animais de estimação de grande porte, exigindo assim mais espaço.
Comece por preparar a viagem com antecedência. Deixe o animal de estimação conhecer o carro devagar e com bastante antecedência, com o motor desligado
  1. PROCURAR LOCAIS PARA FAZER UMA PAUSA

Longas viagens de carro são desgastantes para os companheiros caninos. Pausas curtas ao longo da viagem dão a possibilidade de se esticarem, correrem e brincarem. Uma dica: antes de sair, encontre os caminhos mais agradáveis da floresta ou as áreas de descanso onde os cães podem sair e correr. Tenha cuidado também com as janelas abertas, principalmente os cães, que gostam de viajar com o cabeça de fora, para além de não ser seguro, pode dar origem a otites.

  1. SAIR DO CARRO

É recomendável que, de 2 em 2 horas, faça uma paragem, para que o animal possa fazer as suas necessidades e evitar o stress de estar muito tempo fechado no mesmo sítio. Ao sair do carro, deve sair primeiro e só depois deve sair o animal de estimação. Dirija-se à porta mais próxima dele e dê um sinal claro para este sair. Nesse sentido, irá manter o controlo do lado de fora do veículo. Outra regra de ouro: não esquecer a trela!

  1. PREPARAR COMIDA COM MODERAÇÃO

Lanches pesados antes de um passeio de carro é definitivamente um não para os cães. Pode dar algumas guloseimas ao longo do caminho para tornar a viagem um pouco mais doce. Alguns animais de estimação ficam doentes no carro e – assim como as crianças – podem vomitar. A única coisa que ajuda é que o animal se habitue a viagens menores e, progressivamente a viagens de longa distância.

  1. STAY COOL

Se quiser comer um gelado, não deixe o seu cão à espera no veículo com este calor enquanto estiver fora. Alguns minutos num carro quente podem ser perigosos e ter as janelas abertas muitas vezes não é suficiente para manter o seu animal de estimação confortável e seguro. Quando estiver quente, o ideal é levar o seu cão consigo.

  1. RECOMPENSA

Quando a viagem termina, dê uma recompensa ao seu animal de estimação, por ter chegado ao destino final.

É muito frequente, que durante as primeiras viagens de carro, os seus animais de estimação, sintam stress, ansiedade e indisposição. Sabendo que cada caso é um caso,  se tiver receio da reação do seu animal de estimação a uma viagem longa de carro, aconselhe-se com o veterinário. Em SOS, a recomendação poderá ser recorrer a medicamentos naturais que podem ajudar a controlar a ansiedade do seu companheiro de viagem.

Miau Magazine
Author: Miau Magazine

teste

- Advertisment -

Deixe uma resposta

Por favor insira o seu comentário
Por favor insira o seu nome