Diabetes em gatos: acompanhar com responsabilidade e amor sincero

0
382
Doutor Raphael Cunha Médico Veterinário Endocrinologista e Matobolista da The cat from Ipanema

A casuística de gatos domiciliados diagnosticados com Diabetes Mellitus aumentou nos últimos anos. Associada às desordens metabólicas (aumento da glicose no sangue e na urina, por exemplo), a Diabetes é causada por diversos fatores: o estilo de vida é um exemplo.

Os felinos, por sua fisiologia peculiar, podem apresentar uma hiperglicemia por stress, dificultando ainda mais o diagnóstico. Assim, permitir que um clínico examine o seu gato é muito importante.

Observamos que 80% a 90% dos animais atendidos com hiperglicemia são classificados em carência absoluta de insulina (tipo 1) e carência relativa de insulina (tipo 2). Ou seja, precisamos entender exatamente em qual destas situações clínicas se enquadra o paciente.

Diabetes tipo 1 é denominado por uma alteração imunomediada onde ocorre destruição parcial ou total das células betas pancreáticas. Diabetes tipo 2, hereditária na maioria dos felinos, é caracterizada pelo aumento de secreção de insulina, levando a deposição de substâncias amilóides no pâncreas e resistência insulínica periférica.

Olhos De Gato De, Abrigo Animal, Mieze, Gato Doméstico

Diabetes em gatos é sério e deve ser acompanhado com responsabilidade e amor sincero. Fatores que podem colocar os gatos em risco são: OBESIDADE, com diminuição da sensibilidade aos receptores de insulina, e INATIVIDADE FÍSICA, diminuindo a expressão do transportador de glicose.

Geralmente os felinos acometidos têm idade média de 8 anos. Os sinais mais clássicos são aumento da ingestão de água, aumento da produção de urina, aumento da ingestão de comida e emagrecimento. Já nos casos de diabetes mais complicados, ocorre um aumento de corpos cetônicos, evoluindo para cetoacidose diabética, causando letargia, vômitos, desidratação, inapetência, taquicardia e hálito cetônico.

Como os felinos podem apresentar hiperglicemia por stress ou por outra patologia, deve ser feita uma investigação para descartar alguma doença de base, como hipertireoidismo, hiperadrenocorticismo ou insuficiência renal.

Fez muito xixi, bebeu muita água, comendo normal ou mais, emagrecimento e aumento de glicose acima de 250 mg/do, pegue o gatinho e leve no clínico veterinário.

Até à próxima!

Doutor Raphael Cunha Médico Veterinário Endocrinologista e Matobolista da The Cat From Ipanema

 

Author: Raphael Cunha The Cat From Ipanema

Doutor Raphael Cunha Médico Veterinário Endocrinologista e Matobolista da The cat from Ipanema

Deixe uma resposta

Por favor insira o seu comentário
Por favor insira o seu nome