Envenenamento de animais pode ser avaliado pelo Centro de Informação Anti-Venenos

Criado em 16 de Junho de 1982 no Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), o Centro de Informação Antivenenos (CIAV) é um centro médico de consulta telefónica na área da toxicologia, responsável pela prestação, em tempo útil, das informações necessárias e adequadas a profissionais de saúde ou ao público em geral, visando uma abordagem correta e eficaz a vítimas de intoxicação.

0
697

Quase todos já passámos por situações de contacto imprevisto com produtos tóxicos, mas tivemos bom-senso e alguns conhecimentos para solucionar no imediato a situação.

Mas quando isso acontece com algum dos nossos animais?

É para ajudar nessas situações que o CIAV-Centro de Informação Anti-Venenos também orienta os tutores de animais com uma avaliação de cada caso e orientações imediatas sobre o que pode fazer em caso de contacto do animal com produtos tóxicos.

A MIAU falou com Fátima Rato, Médica do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) e um dos elementos do CIAV. 

“Atendemos pessoas que estão em «desespero» porque os seus animais de companhia ingeriram algum produto tóxico ou estiveram em contacto com estes por via cutânea” explicou Fátima Rato.

“Esclarecemos a situação com o animal, identificamos o produto tóxico em causa e o tipo de contacto, se foi por ingestão ou cutâneo, bem como o período que mediou entre esse contacto e a chamada que nos é dirigida, para saber o que é possível fazer no imediato” acrescenta.

já recebemos chamadas de pessoas a pedir auxílio para diversos tipos de animais

Esta profissional esclarece ainda que “quase todas as situações devem ser verificadas por um veterinário, mas por vezes os acidentes acontecem em alturas que estes não estão a funcionar ou é algo demasiado urgente, e há determinadas manobras que o tutor pode fazer, e que lhe são explicadas nesse telefonema, sempre que tal é possível”.

Estas manobras passam por “induzir o vómito a cães ou gatos que tenham ingerido os produtos, a lavagem do pêlo com determinados produtos e, em último caso, indicamos que terá mesmo de ser consultado um veterinário devido à gravidade potencial do envenenamento, porque há situações em que nada disto pode salvar o animal.”

Embora ainda pouco conhecido do público este serviço do CIAV, Fátima Rato refere que “já recebemos chamadas de pessoas a pedir auxílio para diversos tipos de animais além de cães e gatos, como rebanhos, pombais ou até apicultores com problemas com as suas abelhas. Depois temos os veterinários que já conhecem o CIAV e nos ligam também a pedir conselhos sobre os casos que lhes chegam.”

Atendemos pessoas que estão em «desespero» porque os seus animais de companhia ingeriram algum produto tóxico

E depois há cuidados que todos devemos ter nas nossas habitações, como “ter atenção aos rótulos dos produtos que temos em casa, e guardar longe do acesso dos animais, evitar ter em casa embalagens com produtos tóxicos, fechar bem as latas de tintas, porque é algo frequente estas caírem e derramarem o conteúdo sobre os animais, e nunca deixar medicamentos ao alcance destes. Muitas pessoas guardam estes em garagens e não se apercebem que os animais os podem alcançar.”

Outro cuidado especial a ter é na aplicação de produtos herbicidas e pesticidas junto ao chão, garantindo que nenhum animal se aproxime.

O CIAV – Centro de Informação Anti-Venenos apresentou recentemente a sua nova linha telefónica exclusiva, 800 250 250 (chamada gratuita), pela qual são dadas informações diversas nos casos de emergência.

“Trata-se de um número de fácil memorização para o público, tornando mais fácil o contacto em casos de emergência” refere Fátima Rato.

O número anterior (808 250 143) vai manter-se ativo durante um ano, encontrando-se garantido o encaminhamento das chamadas para o novo número agora criado.

O CIAV presta informações toxicológicas sobre todos os produtos existentes, desde medicamentos a produtos de utilização doméstica ou industrial, produtos naturais, plantas ou animais, funcionando 24 horas do dia, 7 dias por semana, sendo o serviço assegurado por pessoal médico especializado.

Página web do CIAV

Carmo Torres
Author: Carmo Torres

Camo Torres - Jornalista CP:2996 A

- Advertisment -

Deixe uma resposta

Por favor insira o seu comentário
Por favor insira o seu nome