Kafr Nabl, a cidade Síria onde os gatos são parceiros para a vida

Nesta cidade que se encontra parcialmente destruída, a população de gatos supera a de humanos.

0
576

Após meses de intensos bombardeamentos pelas forças sírias e russas, a cidade de Kafr Nabl, um dos últimos redutos rebeldes na fronteira com a Turquia, abriga mais gatos do que pessoas.

“Os seres humanos e os felinos proporcionam conforto uns aos outros em tempos difíceis” escreve Mike Thomson, da BBC.

Depois de ter mostrado ao mundo Mohammad Aljaleel, o sírio que se recusou a fugir de Alepo para cuidar dos gatos, esta estação britânica descobriu Kafr Nabl, a cidade que já foi lar de mais de 40.000 pessoas, mas menos de 100 permanecem.

Já os gatos sobreviventes deverão rondar as centenas, se não mesmo os milhares, segundo constatou um repórter no local.

“Tantas pessoas deixaram a cidade, que a população ficou muito pequena. Os gatos precisam que alguém cuide deles e lhes dê comida e água, pelo que procuram refúgio nas casas daqueles que por aqui continuaram”, afirma Salah Jaar, de 32 anos, acrescentando que cada habitação conta com cerca de 15 gatos.

Gatos de Salah

“É reconfortante quando os gatos estão próximos”, refere. “Faz o bombardeio, a demolição, o sofrimento parecerem muito menos assustadores” acrescenta Salah

Salah ainda trabalha como repórter da estação de rádio local Fresh FM, embora os seus estúdios originais tenham sido reduzidos a escombros num recente ataque aéreo. Felizmente, as operações da estação foram transferidas, pouco antes disso, para uma cidade mais segura nas proximidades.

A estação de rádio, que transmitia avisos de ataques a bomba, além de programas de notícias, comédia e telefone, era popular entre gatos e pessoas. “Muitos gatos nasceram no prédio” diz Salah.

Ler o artigo completo em BBC

Miau Magazine
Author: Miau Magazine

teste

- Advertisment -

Deixe uma resposta

Por favor insira o seu comentário
Por favor insira o seu nome