Congresso Ibérico de Veterinária – VetNoroeste: Entrevista a Luís Montenegro

0
256

Éjá quinta-feira, dia 13 de junho, em Pontevedra, Galiza, Espanha, que começa mais uma edição do VetNoroeste que, até dia 15, irá debater o papel preponderante da ‘Anestesia’ para o controlo da dor – solução crucial em todo o período perioperatório do animal para evitar dor.

Hospital Veterinário Montenegro apoia mais uma vez este evento ao ser parceiro do Colégio Oficial de Veterinários de Pontevedra e da Sergave visando promover o conhecimento entre profissionais de Portugal e Espanha, através de um ambiente informal e de elevado rigor científico.

Estivemos à conversa com Luís Montenegro, diretor clínico do Hospital Veterinário Montenegro que aponta como objetivo deste evento fazer com que médicos especializados sejam capazes de monitorizar uma intervenção cirúrgica e reduzir ao máximo os riscos de acidentes anestésicos

De onde e quando surgiu a ideia de organizar este Congresso que une o conhecimento ibérico?

A província de Pontevedra sempre foi bastante assídua nos eventos do nosso hospital: Congresso Veterinário Sem Segredos. Daqui resultou um estreitamento de laços que culminou no convite do Colégio de Veterinários de Pontevedra quanto à realização de uma parceira em que pudesse ser replicado este formato de formação na sua região. Nós aceitamos o desafio e desde esse “Sim” que já caminhamos para a 8ª edição do Congresso Ibérico VetNoroeste. O Congresso VetNoroeste conta com oportunidades teóricas e práticas, sendo que o modelo em que é construído é acessível e simples para todos os colegas com interesse nos temas. Os workshops práticos ocorrem durante quinta-feira e sexta-feira (dia 13 e 14 de Junho) e as palestras teóricas são distribuídas durante a tarde de sexta-feira e dia de sábado. O evento culmina num jantar final, na noite deste último sábado, em honra do evento e onde todos os participantes são convidados a marcar presença. A realização deste evento é muito positiva para nós – trabalhamos muito com Espanha, sendo esta uma via de conhecer e aprender cada vez mais com colegas especialistas em diferentes áreas. Por exemplo, a partilha de conhecimentos de Imagem e de Laparoscopia tem sido uma constante entre nós, resultado do obtido por estes fins-de-semana.

O Congresso VetNoroeste conta já com a sua 8ª edição. O que considera o ponto-chave para este sucesso?

O Congresso VetNoroeste tem como sua máxima o estreitamento dos laços entre a população médico-veterinária da Galiza e do Norte de Portugal; este objectivo permitiu o crescimento de uma amizade muito saudável e assídua entre ambas as regiões. Este parâmetro, juntamente com a procura preocupada de temas emergentes – como é, neste ano, a Anestesiologia com foco acentuado na visão Loco-Regional – são a chave para o sucesso deste evento. São ainda a considerar como pontos importantes a selecção de oradores profissionais nas áreas escolhidas e o agendar assíduo de um fim-de-semana calendarizado sempre nas mesmas semanas, anualmente, sempre com espírito familiar e saudável entre os colegas. Desta forma, os participantes marcam presença no evento, contactam com os laços íntimos de amizade que são sentidos neste fim-de-semana e agendam já como sua vontade participar num próximo!

A aliança entre Portugal e a Galiza na área médico-veterinária é um dos objetivos deste evento. Porque considera uma mais-valia a participação neste Congresso em específico?

O facto deste Congresso definir-se como regional mas englobar dois países traz muitos aspectos positivos para a evolução portuguesa e espanhola. A cargo de exemplo podemos incluir a discussão de pontos de Legislação em que, no panorama de Espanha, é actualmente muito referida e batalhada a redução da taxa de IVA associada a cuidados para com os animais de companhia; temos um confronto com políticas que queremos também cá aplicar e com as quais crescemos. Adicionalmente à Legislação, outro tipo de iniciativas pode ser discutido em que os pontos fortes podem ser verificados, averiguados e aplicados, promovendo o crescimento das duas culturas em prol da Medicina Veterinária e da Prevenção.

Este ano o tema do Congresso incide na Anestesiologia no sucesso do processo cirúrgico e de recuperação do animal. Porquê a escolha deste tema?

Todos os anos procuramos o tema que responde mais à vontade do público médico-veterinário e a Anestesiologia e Cuidados associados são temas que, recentemente, têm sido muito comentados. Desta forma, averiguamos que este tema – nunca falado anteriormente no Congresso VetNoroeste – seria uma boa escolha, com boa recepção dos interessados.
Foi feita também pesquisa adicional do mercado e depois, tal como ocorre com o cuidado aplicado ao Congresso Veterinário Sem Segredos, concluída uma área monotemática, com potencialidade na Medicina Veterinária e muitos temas para actualizar dentro do nosso público.

Se tivesse de dar um conselho para quem segue a área da Anestesiologia, qual seria de forma a promover o seu maior crescimento e inovação da área?

A cargo pessoal, aponto que o futuro da Anestesiologia passará pelo aprofundamento da técnica Loco-Regional. A pesquisa desta área permite evitar cada vez mais a utilização desnecessária de anestésicos e analgésicos sistémicos, o direccionamento para a precisão da sua aplicação e o estudo das suas vantagens e limitações. Se existem profissionais que se querem dedicar e tornar experts na matéria, então o meu conselho passa por “Loco-Regional, Loco-Regional, Loco-Regional”.
Este evento é, nesse aspecto, uma mais valia, pois existirão vários momentos em que será realçada a técnica Loco-Regional, bem como workshops práticos que permitirão fortalecer os conhecimentos.

O que podemos esperar desta 8ª edição do Congresso VetNoroeste? E que novidades iremos encontrar?

É importante ter em conta que os profissionais da área veterinária e os tutores dos nossos animais estão cada vez mais sensíveis às questões do bem-estar animal: daqui resulta que o esperado desta 8ª edição, aliada ao seu tema, será muito positivo, com muita sensibilização relativa à utilização das diferentes drogas – quer sistémicas quer regionais -, num formato sempre seguro e aplicado às diferentes patologias.
Será um congresso com chaves preciosas para quem quer seguir esta área e, como já foi referido anteriormente, com grande enfoque para a aplicação Loco-Regional. Participantes que já tenham experiência nesta área vão, sem dúvida, aprimorar algumas pontas soltas no seu conhecimento e depois é questão de “minuciosar” cada vez mais esta pesquisa, nomeadamente a nível de conhecimentos anatómicos, para ser um expert!
As novidades estarão centradas neste aspecto, aliadas à permanência das bases que sempre estiveram e estarão presentes neste evento: os bons laços entre profissionais e procura do melhor conhecimento e crescimento da área.

Deixe uma resposta

Por favor insira o seu comentário
Por favor insira o seu nome