Seixal: CROACS implementa novo método em colónias de gatos

0
761

O Centro de Recolha Oficial de Animais de Companhia do Seixal (CROACS) iniciou, no dia 2 de junho, a implementação da nova metodologia do programa CED (capturar, esterilizar, devolver): só depois de todos os animais da colónia terem sido capturados, esterilizados e devolvidos é que se progride para nova colónia.

O arranque desta nova metodologia realizou-se na colónia Luís de Camões, no Fanqueiro, em Amora. Após encerrar a atuação em cada colónia, o CROACS progride para a seguinte.

“Todas as semanas são realizadas esterilizações no CROACS e de forma rotativa será intervencionada uma colónia por freguesia” refere o Município do Seixal

Saliente-se que, em 2019, foram efetuadas por este serviço 600 esterilizações a felídeos no âmbito do programa CED.

O programa CED (capturar, esterilizar, devolver) no concelho do Seixal

Uma das áreas de atuação do CROACS é a intervenção junto de colónias de gatos errantes, no âmbito da implementação do programa CED (capturar, esterilizar, devolver), que consiste em capturar, esterilizar e devolver os gatos às suas colónias.

Neste processo é essencial a figura do cuidador que zela pelas condições de higiene do local, providencia uma adequada alimentação e hidratação dos gatos e monitoriza o seu estado de saúde.

Para a implementação do programa CED, a Câmara Municipal do Seixal tem vindo a realizar um intenso trabalho com as associações zoófilas do concelho e cuidadores informais no sentido de promover o respeito pelo equilíbrio entre a promoção do bem-estar e saúde animal e a minimização/eliminação de focos de insalubridade para os seres humanos.

A intervenção municipal incide sobre:
– A consciencialização dos munícipes para o respeito e proteção dos animais errantes e seus cuidadores, informando aqueles sobre a implementação do programa CED e seus benefícios.
– A supervisão das colónias intervencionadas por um médico veterinário em cooperação com os cuidadores, assegurando que são prestados os cuidados de saúde e alimentação adequados aos animais, controlando as saídas ou entradas de novos animais, ou quaisquer outros fatores que perturbem a estabilidade e segurança da colónia, bem como a segurança e a tranquilidade pública e da vizinhança.
– A sinalização de novas colónias para em colaboração com os seus cuidadores implementar o programa CED.
– A gestão das queixas de munícipes que recaem sobre a existência de colónias e/ou a eventual insalubridade a elas associadas.

Miau Magazine
Author: Miau Magazine

teste

- Advertisment -

Deixe uma resposta

Por favor insira o seu comentário
Por favor insira o seu nome