Tutores de Gatos toleram mais facilmente a Covid-19, refere médica em Espanha

Tutores de Gatos toleram mais facilmente a Covid-19, diz médica que observou 100 pacientes em Espanha

1
12502

Por via de regra, pessoas que possuem cães e gatos toleram o coronavírus mais fácil ou de forma completamente assintomática, refere Sabina Olex-Condor, médica que trabalha na emergência de uma clínica em Madrid, Espanha.

“Sabe-se que os gatos podem ter a forma de coronavírus felino, que não infecta as pessoas. Portanto, é possível que pessoas que tenham contato diário próximo com gatos desenvolvam anticorpos para o vírus felino que também podem destruir o vírus humano”, acrescenta aquela profissional.

“Os pacientes ou familiares de pacientes foram questionados sobre animais de estimação para darmos informações sobre como realizar o isolamento em casa. E houve o que chamou minha atenção: a maioria não tinha animais de estimação, alguns alegavam ter cães, mas quase nenhum tinha gatos. Mas é claro, o teste é muito pequeno e eu não fiz estatísticas. Quando for possível, tentarei produzir estatísticas mais confiáveis”, me respondeu pelo Facebook, a médica que conversou com 100 pacientes de covid-19.

Gato de Sabina Olex-Condor/ Facebook

“Isso é chamado de reação cruzada e existe na natureza. Os anticorpos contra um vírus também destroem outro semelhante. Sabe-se que essa proteção não é 100% porque nem todo gato entra em contato com coronavírus felino e nem todas as pessoas desenvolvem imunidade da mesma maneira. Obviamente, para confirmar minhas suposições, seriam necessárias pesquisas e estatísticas aprofundadas, mas há uma suposição de que podemos lidar com maior imunidade devido ao contato com coronavírus específicos para animais de estimação e um sistema imunológico mais eficiente”, complementa.

Ela notou também que vários colegas de trabalho que não tinham animais em casa estavam de licença médica, enquanto os que tinham gatos permaneciam saudáveis e continuavam a trabalhar. A hipótese levantada por Sabina é de que o convívio com a saliva e pelos dos animais domésticos pode reforçar a imunidade das pessoas contra o vírus.

A doutora Sabina, ainda pelo Facebook mencionou esta matéria:

“Obrigado por escrever sobre o assunto! Estou muito preocupada com o fato de tantas pessoas abandonarem seus animais de estimação por medo do vírus, sem saber que eles não apenas não os infectam (o que já foi comprovado), mas também podem protegê-los”

Enquanto isso, nos EUA…

Infelizmente, gatos foram feitos de cobaia e infectados propositalmente por covid-19. 

Essa semana vários jornais noticiaram um experimento feito com gatos nos EUA para saber se eles poderiam adquirir a covid-19. Em primeiro lugar, é preciso deixar bem claro que esses gatos não pegaram covid-19 de humanos. Três gatos foram “induzidos” ao contágio com altas doses do vírus em laboratório – uma situação artificial em que praticamente todo ser vivo teria sido infectado. Ao final de dois ou três dias todos tinham sido contaminados e mais tarde, em contato com outros gatos saudáveis, também os infectaram.

MAS… nenhum deles demonstrou sintomas da doença, nem mesmo os mais leves, o que pode levar a crer que possuem uma defesa natural contra o covid-19.

A experiência foi liderada por Yoshihiro Kawaoka, professor de ciências patobiológicas da Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade de Wisconsin, nos EUA, que deseja saber se os gatos podem ser transmissores.

NO ENTANTO… Não há nenhum caso registrado até o momento de transmissão de gato para humanos. Há  somente casos raros em que humanos contagiaram gatos ou grandes felinos, como aconteceu no zoo de Bronx, nos EUA, onde um tigre apresentou resultado positivo para o covid-19 após ter tosse seca e diminuição do apetite. Três outros tigres e três leões do mesmo zoo também testaram positivo e acredita-se que o transmissor foi um funcionário. Todos os animais passam bem.

A Dra. Ann Hohenhaus, médica interna e veterinária de pequenos animais do Animal Medical Center da cidade de Nova York, disse à CBS News: “Existem milhões de pessoas em todo o mundo infectadas com Covid-19, mas apenas um pequeno número de relatos de gatos. Os gatos podem pegar o vírus de humanos, mas podem não ser capazes de transmiti-lo de volta a eles”.

Foto Adriana Voicu/Pixabay

Veja trechos da reportagem da CBS News:

“O vírus chega ao seu corpo e, em seguida, suas células precisam ter um receptor no qual o vírus se conecta, e então esse receptor arrasta o vírus para dentro das células. Então, os gatos claramente têm um receptor que corresponde ao vírus, mas podem não replicar o vírus em suas células tão bem quanto os humanos”

“Quando as pessoas têm uma carga viral alta em seus corpos, elas parecem ficar mais doentes com o Covid-19 do que as pessoas com níveis virais mais baixos. Então, como os gatos não parecem ficar muito doentes, talvez eles não tenham um nível muito alto de vírus. E, portanto, eles não produzem vírus suficiente em suas células para deixar as pessoas doentes “

Ela disse ao jornal que o experimento feito nos EUA não altera a postura dos veterinários:

“Não muda nossa recomendação de que, se você estiver doente, distancie-se socialmente de seus animais de estimação para proteger a todos da família, incluindo os animais. E se você tem Covid-19 e seu animal de estimação está agindo mal, ligue para o seu veterinário e fale sobre o que está acontecendo”

Foto Daga Roszkowska/Pixabay

Gato da Espanha não morreu de covid-19

Outra notícia que correu as manchetes recentemente foi sobre um gato que teria pego covid-19 de sua tutora na Espanha. “O gato tinha uma doença cardíaca genética conhecida como cardiomiopatia hipertrófica, que pode levar à morte súbita. Nenhum dos problemas encontrados no gato era compatível com uma infecção por covid-19. Em outras palavras, o vírus não teve nenhum impacto em sua saúde, segundo os veterinários”, disse matéria do “El País”.

Nos exames foi encontrada uma carga “MUITO BAIXA” de covid-19, incapaz de causar a morte do animal. Já se sabe que o contato próximo entre pessoas infectadas e animais domésticos pode levar a uma contaminação pelo “contato”, mas não ao desenvolvimento da doença.

Víctor Briones, professor de saúde animal da Universidade Complutense de Madri disse: “O Covid-19 é uma doença humana, como visto por milhões de casos, enquanto o número de casos de animais pode ser contado em duas mãos. As pessoas precisam deixar claro que, em pouquíssimos casos conhecidos, o gato sempre foi o receptor da transmissão, mas não há evidências de que possa transmiti-la a uma pessoa”.

Leia a matéria completa AQUI

VOCÊ TEM UM  RELATO?
Estou vendo muitos relatos nos grupos do Facebook onde essa matéria foi compartilhada. Pessoas que tiveram forma leve da covid-19 ou que conseguiram se recuperar e possuem gatos. Caso você tenha algo para contar nesse sentido deixe seu comentário aqui, ao final da matéria. Pretendo repassar à Dra Sabina. Obrigada!

Foto de abertura  da matéria: Facebook de Sabina Olex-Condor

Fontes de pesquisa dessa matéria:

https://www.forumdaily.com/en/issledovanie-vladelcy-domashnix-zhivotnyx-legche-spravlyayutsya-s-koronavirusom/

https://freenews.live/pet-owners-tolerate-coronavirus-more-easily/

https://www.cbsnews.com/news/coronavirus-cats-spread-covid-19/

https://www.cdc.gov/coronavirus/2019-ncov/daily-life-coping/animals.html

https://www.researchgate.net/post/Is_it_possible_that_cat_owners_have_higher_immunity_for_COVID-19

https://www.thefirstnews.com/article/coronavirpuss-could-your-cat-be-the-purrfect-antidote-to-covid-19-11788

Fátima ChuEcco
Author: Fátima ChuEcco

Fátima Chuecco é uma jornalista brasileira especializada em matérias sobre animais e apaixonada por gatos. Mora em SP com suas gatas Dianna e Rebecca Selvagem.

- Advertisment -

1 Comentário

  1. Meu esposo testou positivo para covid 19, temos 4 gatos. Ele teve sintomas leves. Já eu, não testei mas se tive foi assintomático. Amo meus filhinhos!

Deixe uma resposta

Por favor insira o seu comentário
Por favor insira o seu nome